guarda-chuva

Narrativa digital
(exercício #02 – 11 de outubro.2012)

“O olhar do fotógrafo está constantemente avaliando. Um fotógrafo pode captar a coincidência de linhas simplesmente ao mover a cabeça uma fração de milímetro. Pode modificar a perspectiva com um leve dobrar de joelhos. Ao colocar a câmara próximo ou distante do objeto, o fotógrafo pode desenhar um detalhe – ao qual toda a imagem pode ficar subordinada ou ainda que tiranize quem faz a foto. De qualquer modo, o fotógrafo compõe a foto praticamente na mesma duração de tempo que leva para apertar o disparador, na velocidade de um ato reflexo.”
(trecho, O instante decisivo | Artigo de Henri Cartier Bresson)

A chuva caiu em São Paulo e os guarda-chuvas se mostraram de diversas maneiras e cores.

Com o camera/celular em mãos, um tema em evidência e uma vontade sem fim de registrar – experimentar – o caminho de volta para casa, não tive dúvida.
Esse é o meu primeiro ensaio usando o aplicativo Hipstamatic do iPhone.
Pegando emprestado do “O instante decisivo” de Cartier Bresson, esse foi o resultado do ensaio fotográfico que durou 1 hora e 17 minutos, tempo do trajeto, produzido entre a Rua Cardoso de Almeida até a Avenida Cerro Corá (Zona Oeste), onde, parte dentro de um coletivo e outra flanando.

Veja o trajeto:
http://goo.gl/maps/0g7Ng

Se for sair hoje não esqueça o guarda-chuva.

fotografias_fernando banzi©

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: